top of page

Atrações diversificadas animam 3ª noite nos Palcos Alternativos


 

A animação no Festival de Arembepe 2024, que tem como tema “Essa energia é sem igual”, também é garantida em diferentes espaços alternativos. Na 3ª noite da festa, domingo (10/3), 15 atrações diversificadas atraíram um público eclético e variado nos palcos Zé Durinho, Mário Português, e da Diversidade.


Na Praça Salustiano Santiago de Souza (antiga das Amendoeiras), onde está instalado o Palco Zé Durinho, o cantor Jhon Robert foi uma das atrações que agitou a galera. No repertório, o artista mesclou sucessos nostálgicos do axé, do pop e do reggae. “É um prazer completar 30 anos de carreira aqui em Arembepe, um local pelo qual tenho uma relação especial de carinho, além do fato deste festival ser um evento tão importante”, disse.


Também se apresentaram por lá, os grupos Bom Te Ver e Chicafé, e os cantores Julio Vidal, Lívia Nunes & DJ Thandera, que levaram muita alegria e mistura de ritmos. Entre as pessoas que foram curtir os shows do Palco Zé Durinho estava Iago Mendonça, morador de Lauro de Freitas. “Sempre venho para o Festival de Arembepe. E, como sempre, este ano a festa está muito boa, estou aproveitando bastante. É ótimo ter diversas opções de palcos para curtir”, afirmou o pintor industrial.


No Palco Mário Português, situado na Praça Isaac Marambaia, nas imediações do Complexo Esportivo de Arembepe, subiram atrações como O Talento, Juninho Lopes – O Nyppe, Pica-Pau, Pablo Silva e Cosme e Cia., que fizeram a alegria dos foliões admiradores do arrocha e do pagodão.


Outro espaço do Festival de Arembepe é o Palco da Diversidade, localizado na Praça Tia Deja (antiga dos Coqueiros). O DJ Ailton Roots foi um dos artistas que se apresentou, e falou sobre a boa sensação de tocar na festa. “Já toquei no evento por diversas edições e é muito positivo termos locais como esse, ampliando a possibilidade dos músicos locais mostrarem seu trabalho. Me apresentar no festival também potencializa a valorização do reggae, que é o ritmo que trago no repertório”, destacou.


O grupo de rap Kartel Pacifista também subiu ao Palco da Diversidade. Na plateia, estava a autônoma Rosana Santos, que foi ao Festival de Arembepe especialmente para assistir a apresentação. “É interessante ter um espaço que, destacadamente, dá oportunidade aos artistas da cidade. Toda a festa está boa”, disse. A Praça Tia Deja também recebeu shows da banda Mais 71 e dos DJs Kelvin e Renner.


O Festival de Arembepe encerra o ciclo de lavagens e festas populares do município. A festa é promovida pela Prefeitura de Camaçari, através da Coordenação de Eventos, setor vinculado à Secretaria de Governo (Segov), em parceria com diversas secretarias municipais e demais instituições.


Esta segunda-feira (11), último dia da festa, será marcada pela seresta no tradicional Baile dos Coroas, que acontece no Palco Zé Durinho.


 Confira abaixo a programação do Baile dos Coroas:

18h – Jaguarana

20h – Liu e Cia.

22h – Brazilian Boys

23h - Canindé


Foto: Jean Victor

Diretoria de Comunicação - Prefeitura de Camaçari

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page