top of page

Sesau orienta como população deve agir caso apresente sintomas do norovírus



Entre os meses de abril e maio é comum o aumento do número de pessoas atendidas em unidades de saúde devido a sintomas gastrointestinais, uma vez que esta é a época com aumento da frequência de chuvas, o que favorece a proliferação e transmissão dos enterovírus – um grupo vírus que afeta o trato gastrointestinal. Entre eles está o norovírus.

 

De acordo com a Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, da Secretaria da Saúde (Sesau), nas últimas semanas foram confirmados sete casos de norovírus em Camaçari. Sendo dois detectados por meio de exame laboratorial, e cinco por critério clínico epidemiológico.

 

O norovírus é transmitido pela via oral-fecal, por meio da água e alimentos contaminados ou através do contato com pessoas infectadas, provocando quadros de gastroenterite, causando sintomas, como diarreia, febre alta, náusea, vômitos, dor de garganta, dentre outros.

 

A contaminação pelo vírus, geralmente, não possui agravamento do quadro, devendo-se, nestes casos, aumentar a ingestão de líquidos e manter repouso relativo para prevenir quadros de desidratação.

 

Em caso de dificuldade em manter a hidratação em domicílio, de dúvidas sobre saber se está contaminado com o norovírus ou se está com outra enfermidade, a Prefeitura de Camaçari, por meio da Sesau, orienta que a pessoa sintomática procure a Unidade Básica de Saúde (UBS) ou Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro, onde será avaliada e orientada em atendimento médico, já que não existe medicação específica para a contaminação pelo vírus.

Foto: Divulgação

Diretoria de Comunicação - Prefeitura de Camaçari

33 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page