top of page

Motorista de aplicativo sobrevive a 20 facadas após se fingir de morta em Camaçari



Vítima de esfaqueamento engana agressor  fingindo-se de morta; Polícia Civil assume investigação do caso

Em um episódio chocante ocorrido na noite de segunda-feira (15/4), uma motorista de aplicativo foi brutalmente atacada com mais de 20 facadas durante uma corrida em uma área deserta de Camaçari, Bahia. A vítima, cuja identidade está sendo protegida a pedido da família, conseguiu sobreviver ao grave incidente ao fingir-se de morta, enganando seu agressor.

 

O ataque foi confirmado através de um depoimento gravado pela própria vítima do Hospital Geral de Camaçari (HGC), onde está internada devido aos ferimentos sofridos. No vídeo, ela relata que o crime foi cometido por um passageiro conhecido, durante uma viagem da região de Doron, em Salvador, até o bairro do Inocoop, em Camaçari.

O crime ocorreu próximo à Estrada da Cascalheira, em Camaçari, onde o passageiro ordenou que a motorista dirigisse até um local deserto. Lá, ele cometeu o ataque. A sobrevivente revelou que o agressor a deixou no local, levando seu veículo e pertences, após acreditar que ela havia falecido.

 

Imagens divulgadas mostram os ferimentos da vítima, que foi atingida em várias partes do corpo, incluindo cabeça, pescoço e costas. Em estado de choque, a motorista afirmou que foi por intervenção divina que sobreviveu ao ataque.

O carro roubado foi posteriormente localizado em um condomínio em Camaçari, residência do suspeito do ataque, um empresário conhecido na cidade. A Polícia Civil foi notificada e os policiais estiveram no hospital para ouvir a vítima, encaminhando as investigações para a 26ª Delegacia Territorial de Abrantes.

 

A comunidade de Camaçari está alarmada com a violência do assalto e espera justiça. O caso é um lembrete severo dos perigos que os profissionais de aplicativos de transporte enfrentam e destaca a necessidade de mais segurança e medidas preventivas para proteger aqueles na linha de frente deste serviço essencial.

Relata Bahia

Foto: Reprodução

Por: Bruno Cordeiro


63 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page