top of page

Câmara completa 76 anos com entrega de equipamento para acessibilidade no Legislativo



Uma manhã de grande comemoração marcou os 76 anos da Câmara de Camaçari, nesta quinta-feira (21/03). A Sessão Especial em homenagem à data reuniu vereadores, autoridades e população e foi um ato de reafirmação do compromisso da Casa Legislativa com a promoção da cidadania e com o desenvolvimento pleno da cidade.

 

Ao abrir os trabalhos, o presidente da Casa, vereador Flávio Matos (União), saudou os presentes destacando a importância de cada personalidade para o fortalecimento do Poder Legislativo. “Esta Casa é construída por muitas pessoas, servidores efetivos, comissionados, vereadores e aqui vemos as pessoas abrindo mão, muitas vezes, dos próprios sonhos, com o propósito maior de servir à população. Quero honrar aqui todos que ajudam a construir a reputação e a credibilidade deste legislativo. São 76 anos de uma Casa forte, que trabalha por uma cidade cada vez mais justa para se viver. Tenho orgulho de fazer parte deste momento e ver o quanto podemos ainda colaborar para o futuro e para a vida longa desta Casa”, finalizou.

 

Um momento especial foi dedicado à fala do vice-prefeito, José Tude, e dos ex-presidentes e ex-vereadores da Casa, dentre eles José Raymundo Mônaco, que contou histórias marcantes dos 28 anos que esteve na Casa como parlamentar, com duas gestões como presidente. “É muito satisfatório estar aqui mais uma vez para resgatar a memória e a história da nossa terra, recordando momentos inusitados, como o primeiro subsídio de vereador, pago somente em 1982, ou uma vereadora que vinha de cavalo de Catu de Abrantes para participar das sessões”, citou. Para ele, o papel da Câmara tem sido cada vez mais acentuado. “Aqui é o palco para que eleitores mostrem suas demandas e necessidades. Nós temos um compromisso muito grande com a Câmara”, afirmou.

 

Os atuais vereadores também registram suas palavras em homenagem à data comemorativa. O vereador Tagner (PT), por exemplo, deixou um incentivo à participação do cidadão nos postos políticos. “Chegar a esta Casa como vereador não é fácil. Mas também não é algo impossível. Para todos que estão aqui, deixo a mensagem da importância de participar ativamente da política, inclusive como protagonista. Acreditem nos seus sonhos e ajudem a melhorar a nossa cidade, renovando constantemente a composição desta Casa, conectada sempre com a vontade do povo”, ressaltou.

 

Para a única vereadora da Câmara, Professora Angélica (PP), o momento é de muita alegria e gratidão. “Para mim, uma mulher que passou por tantas dificuldades estar aqui tendo a oportunidade de cuidar de gente, de melhorar a vida do outro, dando cidadania e a mínimas condições de desenvolvimento é uma alegria muito grande. Compartilho aqui com todos o amor que esta Casa tem com nosso povo de Camaçari”, acrescentou.

 

A sessão também foi marcada pela entrega da minuta do anteprojeto da nova Lei Orgânica do Município (LOM), que deve ser colocada em votação ainda este ano, após a realização de audiências públicas para ouvir a contribuição da sociedade. O momento ainda foi abrilhantado pelas apresentações culturais do Grupo de Percussão Wendel Congas, do poeta Jonas Gabriel, do Coral de Funcionários da Câmara de Camaçari e da Fanfarra Estudantil de Camaçari (Fanesc).

 

 

 

Acessibilidade

 

Um dos pontos fortes do evento foi a entrega do elevador do prédio do Legislativo, um dos compromissos da atual gestão firmados no início do ano passado. A plataforma chega para garantir o acesso de cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção ao segundo pavimento do prédio, onde ficam localizados gabinetes de vereadores e será de uso exclusivo deste público.

 

Como parte das homenagens prestadas pela Câmara aos servidores da Casa, em especial, o elevador foi batizado com o nome de Maria Cristina Mota Sales, servidora da câmara há 35 anos e que faleceu no início deste ano. Os familiares da servidora participaram da sessão e prestigiaram o descerramento da placa inaugural. “Esse é um marco na história da Câmara porque representa um avanço importante na garantia da acessibilidade para quem de fato precisa. Parece uma coisa simples, mas só quem vive essa dificuldade sabe o que isso representa. E fica também a nossa homenagem a essa servidora tão dedicada e tão presente e importante no trabalho feito por este Poder Legislativo”, afirmou o presidente Flávio Matos.

 

Muito emocionada, a irmã de Cristina Mota destacou a sua dedicação ao trabalho que fazia na Câmara. “Agradecemos demais por essa conquista porque minha irmã precisou amputar um membro e ficou em cadeira de rodas, conhecendo na pele as dificuldades pelas quais os cadeirantes passam. Sabemos do quanto ela se dedicou a essa Casa e temos certeza que ela estaria feliz por este momento e esta homenagem”, afirmou.

 

O cadeirante Jailson Ferreira foi quem fez a primeira viagem no elevador, juntamente com os vereadores Flávio Matos e Gilvan Souza. Na oportunidade, ele destacou a importância do equipamento. “Frequento a Câmara há muitos anos e nunca vivenciei um momento tão especial como este. Cheguei a me arrepiar ao subir na plataforma. Agradeço a iniciativa de todos que participaram deste projeto  que nos permite ir a qualquer espaço da Câmara”, afirmou.

Fonte: Dicom CMC




16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page