top of page

Aumento de 17% na apreensão de armas na Bahia impulsiona redução de mortes violentas



Forças Estaduais e Polícia Federal retiraram mais de 1.500 armas das ruas no primeiro trimestre de 2024, incluindo 19 fuzis em cidades-chave.

 

O esforço conjunto das Forças Estaduais e da Polícia Federal resultou em um aumento significativo na apreensão de armas de fogo na Bahia, com um salto de 17% no primeiro trimestre de 2024 em comparação com o mesmo período do ano anterior. Segundo dados oficiais, foram retiradas das ruas 1.502 armas este ano, contra 1.280 no mesmo período de 2023.

O destaque dessas operações foi a apreensão de 19 fuzis, armas consideradas de alto poder destrutivo. Onze desses fuzis, dos calibres 5,56 e 7,62, foram encontrados na capital, Salvador, enquanto os demais foram apreendidos em Juazeiro, Maragogipe, Itabuna, Ilhéus, Feira de Santana, Irecê e Vera Cruz.

Marcelo Werner, Secretário da Segurança Pública da Bahia, comentou sobre os resultados das operações: "O aumento das apreensões se reflete na redução de aproximadamente 9% das mortes violentas na Bahia. Nosso objetivo é preservar vidas e seguiremos trabalhando de forma integrada, com foco na missão".

 

Esses esforços fazem parte de uma estratégia mais ampla de inteligência e repressão qualificada, que visa não apenas retirar armas de circulação, mas também reduzir os índices de criminalidade e violência no estado. A integração entre diferentes forças policiais tem sido um ponto chave para o sucesso das operações, enfatizando a importância da colaboração e do uso de tecnologia e inteligência avançada no combate ao crime.

  

Relata Bahia

Foto: Rafael Rodrigues

Por: Bruno Cordeiro

 

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page