top of page

A metamorfose da borboleta




Márcia Hurbath de Almeida nasceu em novembro de 1971, no bairro de Valéria, Salvador. Ela é a décima filha de uma família de 11 irmãos e cresceu em uma infância marcada por dificuldades, após perder o pai quando era muito nova. Determinada a superar os desafios, começou a trabalhar cedo e aos 16 anos foi morar com sua irmã mais velha para buscar oportunidades de emprego. Aos 21 anos, conheceu seu atual esposo Uilian Almeida, com quem teve três filhas: Emilly, Hellen e Ellis. Após enfrentar dificuldades financeiras, em 2001, a família se mudou para Vila de Abrantes, em Camaçari, onde construíram sua própria casa. Enquanto seu esposo trabalhava como engenheiro agrônomo, Marcia cuidava do lar e das filhas, além de se dedicar aos estudos para concluir o ensino médio e ingressar na faculdade. Aos 35 anos, ela iniciou o curso de Direito na Uninassau (antiga FABAC) enfrentando desafios para conciliar estudos e vida familiar. Marcia levou sete anos para se formar, por questões financeiras, mas finalmente logrou êxito em 2014. Após sete tentativas, obteve sua carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e começou a exercer sua profissão, especializando-se em direitos previdenciários e familiares. Em 2020, abriu seu próprio escritório de advocacia em Vila de Abrantes.

Sempre foi uma mulher religiosa, fazendo seu trabalho social dentro e fora das igrejas. Em setembro de 2019, foi consagrada a Pastora, afirmando sua dedicação em cuidar das pessoas. Em 2023, Marcia dedicou-se ao trabalho no Núcleo de Atendimento à Mulher (NAM), fornecendo assistência jurídica à mulheres vítimas de violência.  Nesse mesmo ano, em setembro, ela foi consagrada a Bispa. Como advogada e bispa, Marcia palestra sobre “O Direito da Mulher na Bíblia” e sobre “O Combate à Violência contra a Mulher”. Ela é idealizadora do Projeto “Sarai Minha Princesa”, que busca assistir mulheres em situação de violência e vulnerabilidade social.

 

Biografia da Dra. Márcia Hurbath

Colunista: Nilson Carvalho

 




 

143 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page